Microsoft Project Olympus

A Microsoft apresentou em Novembro do ano passado uma parceria conjunta com vários fabricantes de hardware de renome para o desenvolvimento de servidores modulares de elevada eficiência energética e escalabilidade. O projecto tem a designação de Project Olympus e é uma plataforma de colaboração entre empresas criada no âmbito do “Projecto de Computação para todos” (Open Compute Project).

O projecto da Microsoft está a ganhar particular expressão e visibilidade dada a colaboração de um número cada vez mais crescente de empresas que no universo comercial são concorrentes entre si. O exemplo mais recente é o do anúncio, a 8 de Março deste ano, de que haverá uma integração dos novos chips de processamento da Qualcomm na rede Microsoft Azure.

A Qualcomm é tida como uma das potenciais concorrentes de peso da Intel e da AMD no mercado de servidores de classe empresarial, designadamente através da sua subsidiária Qualcomm Datacenter Technologies. A integração de chips de arquitectura ARM neste segmento é acolhida com grande expectativa dado que estes mesmos chips, com características similares aos existentes nos telemóveis, são reconhecidos pela sua elevada eficiência energética e capacidade de optimização de recursos de processamento.

Este é um de entre os inúmeros projectos que estão a ser desenvolvidos e implementados pelos principais fabricantes internacionais de hardware. A colaboração conjunta entre as empresas participantes no “Open Compute Project” está a reflectir-se no quotidiano das grandes empresas possibilitando uma redução de custos em equipamentos adicionais e um aumento da eficiência energética das suas infra-estruturas tecnológicas.

Os resultados actuais estão inclusive a ir ao encontro do propósito fundamental desta iniciativa conjunta que tem por princípio orientador comum a introdução de um factor de sustentabilidade energética e ambiental no universo dos servidores empresariais.

Saiba mais em http://opencompute.org/ e veja um vídeo de apresentação do projecto da Microsoft divulgado na rede Channel 9 em https://channel9.msdn.com/Series/Microsoft-Global-Datacenters/Microsoft-Project-Olympus

Projecto LINEAR – Asteróide 1999 AN10 e Asteróide 2004 BL86

A missão LINEAR é um projecto da responsabilidade do Laboratório Lincoln do MIT (Massachusetts Institute of Technology). O projecto, financiado por inteiro pela agência NASA e pela Força Área dos Estados Unidos, tem por objectivo primário aplicar a tecnologia e os conhecimentos adquiridos, durante a monitorização de satélites enviados para órbita do planeta Terra, na monitorização de asteróides com alta probabibilidade de passar junto à órbita da Terra.

A designação LINEAR é o acrónimo para “Lincoln Near-Earth Asteroid Research” que, numa tradução livre, poderá apresentar-se em português como “Centro de Pesquisa para Asteróides com Passagem Próxima à Terra”.

Em Setembro de 2011, o projecto já havia efectuado mais de 30 milhões de observações individuais, tendo detectado mais de 7 milhões de “objectos extraterrestres” em órbita solar. Entre estes 7 milhões de objectos foram encontrados 2423 asteróides com órbita próxima à do nosso planeta. Os investigadores do MIT atribuem a designação de NEO’s (near-Earth objects) aos astereóides com alta probabilidade de passagem junto à Terra.

A probabilidade de que um asteróide de dimensões significativas colida com o planeta Terra é quase certa (99,99%). No entanto, é importante ter em conta o espaço temporal em que a próxima colisão de proporções cataclismicas verificar-se-á. Muito provavelmente não será num futuro muito próximo. Embora haja um asteróide particular que está a criar inquietação na comunidade científica. Não pela sua próxima passagem mas, sim, pela passagem que terá a seguir a esta entre os anos de 2044 e 2046.

O asteróide 1999 AN10 tem uma órbita certa de passagem próxima à terra a 7 de Agosto de 2027. Os cálculos dos cientistas apontam para uma passagem com uma distância à Terra de cerca de 0,0026 Unidades Astronómicas (aproximadamente 390 mil quilómetros). Um estudo da NASA, publicado no ano de 1999 pelo cientista Paul W. Chodas e actualizado hoje dia 25 de Janeiro, indica que a passagem de Agosto de 2027 determinará a órbita da próxima passagem do asteróide 1999 AN10.

Os cálculos científicos, apresentados inicialmente há quase 16 anos atrás, apontam para uma relevância significativa na possibilidade da próxima passagem colocar o asteróide 1999 AN10, na sua segunda passagem, em rota de colisão contra a Terra. Os cientistas Andrea Milani, Steven Chesley, Giovanni Valsecchi e o astrónomo amador Frank Zoltowksi são os responsáveis pelos cálculos iniciais desta segunda trajectória.

Todavia, não há razão para alarmismo. A segunda passagem desta asteróide “ainda” dista cerca de 30 anos e a sua primeira passagem será a oportunidade ideal para avaliar devidamente o seu grau de perigosidade para o planeta Terra. A sua primeira passagem será a Agosto de 2027 pelo que não é necessário, até lá, avaliar o risco deste objecto em concreto. Importa sim, é avaliar a capacidade de resposta que teríamos face a um cenário hipotético de potencial colisão com a Terra ou até mesmo com a Lua.

É curioso que um cenário de colisão com o nosso satélite natural (a Lua) seja raramente abordado. Um indíviduo de senso comum saberá que a Lua é um elemento intrínseco ao nosso ecosistema e ao meio-ambiente. Qualquer cenário cataclismíco que altere ou modifique profundamente essa relação trar-nos-ìa consequências muito significativas enquanto seres-vivos.

Entre o dia 26 e 27 de Janeiro teremos a passagem do asteróide 2004-BL86. O asteróide foi descoberto pelo projecto LINEAR no dia 30 Janeiro de 2004. A passagem que o asteróide efectuará em 2015 não apresenta nenhum nível de perigosidade para o planeta Terra. Esta será mais uma oportunidade para os astrónomos amadores contemplarem, através dos seus telescópios, um fenómeno da nossa cosmologia.

O Dia da Terra

Earth Day

In 1970 smog choked major U.S. cities and toxic waste flooded rivers. That same year nearly 20 million Americans participated in events on April 22, spearheaded by Wisconsin Senator Gaylord Nelson, to draw attention to the environmental issues plaguing the planet and human health. Named Earth Day, April 22 has remained a time to celebrate restoration and stand up for the planet.

http://www.thegreenguide.com/earth-day

Mil Imagens: A Baleia Azul & Os Açores

Açores
Açores

…o que vale é que de vez em quando vou buscar alguma paz de espírito a estas coisas…

A foto em cima é de Frank Wirth da Pico Sport Azores, uma agência local de Eco-Turismo. Na página açoriana vão com certeza descobrir uma forma muito diferente e alternativa de fazer turismo. Acreditem.

As férias estão quase aí e não é que encontrei na Internet um belíssimo pretexto para visitar “as nossas ilhas” ;)

——
Pequena nota: Coincidência ou não, os Açores serão amanhã tema do dia na imprensa nacional. O que significa que tenho hoje uma óptima oportunidade para testar o Twingly pela primeira vez!

Austrália, Ao Encontro de Quioto

Sidney, Austrália
Sidney, Austrália

Soube-se hoje que o novo governo australiano, pelas mãos do primeiro-ministro Kevin Rudd, vai ratificar o Protocolo de Quioto e que daqui a 90 dias o acto será oficializado.

Com esta acção, a Austrália vai ao encontro do tratado de 1997 e será o penúltimo país, do grupo dos países mais desenvolvidos, a estabelecer um compromisso de redução do nível de emissão de gases poluentes.

Os Estados Unidos, como nação*, ficam sozinhos e mergulhados num “marasmo ambiental”…

——
As declarações do primeiro-ministro australiano:
“Signing the Kyoto Protocol is “a significant step forward in our country’s efforts to fight climate change domestically – and with the international community,”

* embora alguns dos seus estados, por iniciativa própria, estejam já a “seguir as metas” definidas em Quioto

Desastre Ambiental no Mar Negro

fq018Durante esta madrugada a região do Mar Negro foi fustigada por uma violenta tempestade com ventos superiores a 120km/h. A violência da tempestade foi semelhante à que ocorreu há um par de dias atrás no norte da Europa mas os danos provocados por esta última atingiram proporções alarmantes.

Ao início da tarde as autoridades russas comunicavam que três cargueiros de grande porte haviam naufragado ao longo do Mar Negro transportando consigo uma quantidade considerável de matérias-primas perigosas e altamente poluentes.

Um deles, o petroleiro russo Volganeft-139, transportava consigo 4000 toneladas de fuel-óleo e segundo é divulgado o navio “partiu-se em dois” e está neste momento a derramar toda a sua carga sobre o mar.

Outros dois, os navios de carga Volnogorsk e Nakhichevan, também perderam a sua carga perigosa e derramaram sobre o mar milhares de toneladas de enxofre, uma substância altamente prejudicial ao ambiente marinho.

Neste momento, a agência russa RIA Novosti reporta que há vítimas mortais a registar entre os marinheiros e mais naufrágios cujos pormenores ainda “faltam apurar”. Para além disso, o ministério russo para situações de emergência (EMERCOM) emitiu, há uma hora atrás, um comunicado de alerta para a ocorrência de outra violenta tempestade durante a noite de hoje.

Nos próximos dias teremos a oportunidade de avaliar a verdadeira dimensão desta catástrofe.

Alerta Vermelho no Mar do Norte

Quadro de Robert HenriO norte da Europa está a ser fustigado por uma tempestade de dimensões consideráveis com ventos acima dos 140 km/h e ondulação superior a 20 metros, segundo relata o Instituto Norueguês de Meterologia (via Reuters). A notícia está a ser avançada esta noite por diversas agências noticiosas.

As autoridades dos vários países costeiros estão a encarar com seriedade esta situação pois a forte ondulação faz prever uma subida perigosa do nível da água. No entanto, a atenção principal recaí sobre a Holanda, país onde mais de um terço do território se encontra abaixo do nível da água.

Neste país, o risco de cheias é encarado com particular atenção dada a tipologia do território. Uma possível inundação poria em risco a vida de centenas de milhares de pessoas. As autoridades holandesas estão assim em alerta máximo e, como medida de prevenção, encerraram o maior porto marítimo da Europa para além de diversos diques situados ao longo da sua faixa costeira. O encerramento do porto de Roterdão é uma situação sem precedentes.

——
Imagem: “Marine – Storm Sea” (1911), quadro de Robert Henri

Anunciado o Prémio Nobel da Paz 2007

Medalha do Prémio NobelO Comité Norueguês anunciou hoje, em Oslo, quais os laureados com o mais emblemático prémio atribuído pela Fundação Nobel, são eles o Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC) e o antigo vice-presidente americano Al Gore.

O reconhecimento é dado pelo seu esforço na divulgação e na consciencialização da sociedade sobre as consequências da acção humana nas transformações climáticas, a nível global:

“for their efforts to build up and disseminate greater knowledge about man-made climate change, and to lay the foundations for the measures that are needed to counteract such change”

A distinção premeia o Ambientalismo e certamente “catapultará” a sua mensagem. Algo que considero digno de louvor. Todavia, apesar da consciencialização sobre este problema ser fulcral, nunca deveremos deixar para segundo plano questões como a pobreza extrema, o subdesenvolvimento ou a violação dos direitos humanos. Questões estas, que também condicionam o futuro de todos nós…

——
Quem atribui este galardão?

A TVI e o Ambiente de Helicóptero

HelicópteroWell… a propósito do Dia Europeu Sem Carros que acontece todos os anos a 22 de Setembro.

Neste dia e apesar de ser Sábado, lembrei-me que para saber o estado do trânsito não seria necessário ligar a televisão pois ele não existiria. (Diga-se de passagem que foi uma brilhante conclusão minha… :) )

A ideia em si é muito boa pois permite-nos ter uma noção de como é um dia com um “reduzido índice de poluição”, tanto sonora como ambiental. Embora eu pense que no próprio dia a medida tem apenas efeito prático a nível sonoro.

Em Portugal e por vezes, quando penso em trânsito urbano e poluição “salta-me logo à frente” uma imagem de um dia de manhã. Nesse dia, enquanto fazia zapping na televisão, deparei-me com um helicóptero a fazer reportagem sobre o trânsito na área de Lisboa. Recordei-me logo das reportagens ao estilo americano e… claro, das vantagens do uso inteligente de câmaras de filmar… fixas.

Para além de possuírem um custo económico associado inferior, a utilização desse tipo de câmaras não implica qualquer tipo de impacto ambiental, o qual não se verifica quando há um uso de um helicóptero, circundado a cidade por mais do que uma hora. Ou seja, a não utilização desse tipo de transporte durante as manhãs seria quase como um “Dia sem Carros” passado a 22 de Setembro na cidade de Lisboa.

Assim, parece-me oportuno afirmar que deve existir um certo sentido de responsabilidade quando se reporta certas notícias… pois às vezes nós mesmos somos o alvo da nossa afirmação

——
Economia Portuguesa é umas das Mais Afectadas
“Portugal está entre os países europeus que mais poderá sofrer com o aquecimento global (…)
Não travar o aquecimento global multiplicará as catástrofes que já hoje acontecem. As consequências económicas são comparadas às duas grandes guerras mundiais. “

30 de Outubro de 2006

Planeta vai continuar a aquecer durante Séculos
O relatório do Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (…) vai directo ao assunto: o século XXI vai chegar bem perto do «inferno», com temperaturas cada vez mais quentes e tendência para o aumento da frequência de secas e de cheias, tudo por culpa do Homem. (…)
O relatório fez uma síntese única e exclusivamente dirigida aos quem têm nas mãos, o poder de decidir.

2 de Fevereiro de 2007

Diário da Manhã
“”O programa que o acompanha e que lhe dá toda a informação essencial para começar o seu dia vai estar no ar a partir das 7 da manhã.
(…) O Diário da Manhã vai fazendo a actualização permanente do trânsito com imagens de helicóptero, tal como lhe dará o panorama meteorológico para todo o território nacional.”

TVI